logo
Duis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat.
BRASÍLIA,  SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO
 

5 curiosidades sobre a história das telecomunicações no Brasil

Elas estão em todos os lugares, desde a hora que você acorda e acessa o seu site de notícias preferido, até as complexas redes que te conectam com pessoas no mundo todo por meio das redes sociais. Tudo isso usa uma infraestrutura que possui muitos anos de funcionamento e reúne cabos subaquáticos, torres de transmissão e uma malha de fibra que cobre as cidades e centros urbanos. Hoje comemoramos o Dia Internacional das Telecomunicações, e para mostrar a importância delas na sua vida, listamos 5 curiosidades sobre a história. Confira:

1- Mais celulares do que pessoas
Você sabia que em 2010 havia mais telefones móveis do que pessoas no país? No último censo o IBGE 193,7 milhões de brasileiros, enquanto que a ANATEL 197,5 milhões de acessos ativos em linhas telefônicas naquele ano. Em dados atualizados para 2018, a agência afirma que os números subiram para 236,2 milhões de linhas, que mostra um crescimento exponencial considerável nas linhas habilitadas.

2- Status
Engana-se quem pensa que ter um celular sempre foi tarefa acessível para todos. Durante o começo da implementação das redes e da expansão e popularização dos aparelhos móveis, ter um telefone era algo muito caro. Uma linha podia ser bastante cara, e os aparelhos, pesavam no bolso, nos dois sentidos: além de enormes – chegando a pesar mais de 1kg – exigiam investimento alto.

3- O mercado crescente
Apesar da evidente crise que atinge o Brasil, o mercado de telecomunicações se mantém otimista; isso porque, dentre os dados consolidados e projeções, há resultados incríveis que mostram o crescimento exponencial dele em todas as esferas, com destaque para o mercado de banda larga fixa, seguido pela telefonia móvel e seus serviços. A projeção aponta que, até 2022, o mercado terá US$ 45,76 bilhões.

4- Cabos submarinos do Google
Você acessa os serviços do Google todos os dias, várias vezes, seja na hora de encontrar a resposta de dúvidas corriqueiras, seja para traçar o melhor caminho, ou ainda encontrar produtos e serviços. Essa informações estão hospedadas, principalmente, em servidores norte-americanos. Como resultado, brasileiros poderiam ter dificuldades em acessá-las. No entanto, O Google instalou seu primeiro cabo há um ano no Brasil, ligando Flórida, Fortaleza e Santos, com o objetivo de melhorar o desempenho das conexões com os servidores da gigante na América do Norte. Vale lembrar que o cabo é submarino e custou aproximadamente 400 milhões de dólares americanos.

5- Bem posicionado
Segundo relatório emitido pela APP Annie, Estado de Serviços Móveis, o brasileiro permanece cerca de 3 horas em frente aos smartphones. Outro relatório emitido pela Pew Research Center aponta que o brasileiro é líder no uso de smartphones entre os emergentes, com um índice de penetração de smartphones de 60%. É muita vontade de conversar, né?

Gostou do conteúdo? Então compartilhe nas redes sociais e comente aqui se você já sabia que por trás de ações simples de comunicação havia tanta tecnologia e infraestrutura.


Comente esse Post na G3