logo
Duis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat.
BRASÍLIA,  SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO
 

10 curiosidades que você provavelmente não sabia sobre o rádio!

Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Rádio, preparamos um conteúdo cheio de nostalgia, saudosismo e modernidade – sim, porque o rádio continua se renovando até hoje. Confira 10 curiosidades que você provavelmente não sabia sobre o rádio!

1- A invenção da radiodifusão é quase tão complexa quanto a do avião. Para alguns, o italiano Guglielmo Marconi, que registrou a sua patente para emissão de código morse em 1896 e, para outros, o brasileiro Roberto Landell, que registra patente de um sistema fotônico-eletrônico em 1901. A verdade é que, independente de quem foi o precursor, só temos o rádio que conhecemos hoje, graças aos dois.

2- Publicidade em rádio? Isso só passou a ser possível um tempinho mais tarde, após decreto presidencial feito por Vargas em 1º de março de 1932. Até então, o rádio transmitia exclusivament

3- O Governo Vargas foi um grande incentivador da radiodifusão no Brasil. Foi neste período, inclusive, que surge a Voz do Brasil. Criado em 1935, o programa que, até então recebia o nome de Programa Nacional, transmitia os pronunciamentos a respeito do governo e seus aliados. O programa também se chamou Hora do Brasil e, somente a partir de 1971, assumiu o nome que conhecemos hoje.

4- A primeira rádio do país foi fundada no Rio de Janeiro, por Roquette Pinto e Henry Morize, em 1923. Em abril daquele ano, as primeiras transmissões da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro começava a informar os cariocas sobre a rotina da cidade maravilhosa.

5- Quando comparada com outros meios de comunicação, a rádio dá uma verdadeira aula de democracia, tendo em sua essência a participação da sociedade em seus programas. A comunhão entre comunidade e radiodifusão foi tão importante, que até mesmo as grande rádios mantém até hoje os famosos comentários da audiência por telefone.

6- Ainda na Era Vargas, foi criada a primeira rede de rádio nacional. Organizada pelo então governo, foi ao ar no dia 10 de novembro de 1937 anunciando o Estado Novo.

7- Dentre outros jornais, o Repórter Esso foi talvez o maior expoente. Na época, o então locutor Heron Rodrigues inseriu um novo modelo de jornalismo que, além de ler o noticiário impresso, adaptava a sua linguagem. O jornal era transmitido em São Paulo, pela Rádio Record, e no Rio de Janeiro, pela Rádio Nacional.

8- O Repórter Esso ficou no ar de 1941 até 1968, quando o locutor Heron Rodrigues caiu às lágrimas anunciando o encerramento do jornal. Antes disso, bordões marcaram época, como “O primeiro a dar as últimas” e “Testemunha ocular da história”.

9- A primeira transmissão aconteceu em 1922, no dia 7 de setembro, comemorando os 100 anos da Proclamação da Independência do Brasil.

10- As radionovelas se tornaram extremamente populares em todo o país, sendo febre entre o público feminino à época. A primeira transmissão de radionovela foi feita em 1941 na Rádio Nacional com o nome de “Em Busca da Felicidade”, do autor Leandro Blanco.

Gostou desse conteúdo? Então não deixe ele morrer! comente aqui no blog e compartilhe nas redes sociais


Comente esse Post na G3